No ar
Geração Gospel
Terça, 19 de março de 2019
69 9374-9560
Tecnologia

12/03/2019 ás 12h00 - atualizada em 12/03/2019 ás 14h30

Redacao

Ji-Paraná / RO

Projeto de desenvolvimento da agricultura familiar já cadastrou mais de 600 propriedades no Estado
Estas atividades de mobilização seguem até o próximo mês. Para receber os benefícios do projeto ainda neste ano, os agricultores interessados devem se cadastrar até o dia 30 de abril
Projeto de desenvolvimento da agricultura familiar já cadastrou mais de 600 propriedades no Estado

As ações do Plantar nos 12 municípios de abrangência do projeto já resultaram em mais de 600 famílias cadastradas e quase três mil visitas de assistência técnica e extensão rural realizadas. Pelo menos 170 famílias já iniciaram o processo de elaboração do Projetos de Recuperação de Áreas Degradadas e/ou Alteradas (Prada) e começam a receber, a partir de junho, material para isolamento de área e mudas. As propriedades já aptas a iniciarem a recuperação de área representam mais de 300 hectares.



 


Os técnicos de Educação do projeto têm realizado reuniões de sensibilização junto às organizações associativas com o objetivo de tirar dúvidas sobre adesão ao Programa de Recuperação de Ambiental (PRA) e demais benefícios do Plantar. 


Estas atividades de mobilização seguem até o próximo mês. Para receber os benefícios do projeto ainda neste ano, os agricultores interessados devem se cadastrar até o dia 30 de abril. Após esta data, os benefícios só serão acessados no próximo ano.


Os municípios participantes são divididos por polos: Itapuã do Oeste, Cujubim, Machadinho D’Oeste, Rio Crespo e Ariquemes (Polo 1); Jaru, Ouro Preto do Oeste e Ji-paraná (Polo 2); Presidente Médici, Castanheiras, Novo Horizonte do Oeste e Rolim de Moura (Polo 3).


Visitas às propriedades também são realizadas pelos extensionistas, a fim de efetivar o cadastro dos agricultores e fazer a avaliação e medição de áreas para iniciar o processo de elaboração do Prada.


Os agricultores cadastrados já passaram a contar também com a assistência técnica rural que, além da execução da recuperação de área, orienta quanto a produção da propriedade, cultivos de hortas, entre outras atividades.


O Plantar é um projeto pioneiro no país, realizado pelo Centro de Estudos Rioterra, em cooperação com a Ação Ecológica Guaporé – Ecoporé e Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Rondônia, em parceria com a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental – Sedam e apoio financeiro do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES através do Fundo da Amazônia.

FONTE: Rio Terra/Rondoniagora

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados