No ar
Palavras de Vida
domingo, 17 de novembro de 2019
69 9374-9560
Polícia

07/11/2019 ás 16h59 - atualizada em 07/11/2019 ás 17h49

Redacao

Ji-Paraná / RO

FECHOU O TEMPO NA RADIO JP HOJE - AUGUSTO NUNES E GLENN GREENWALD PARTE PARA BRIGA AO VIVO.
O programa era exibido em vídeo no canal da emissora no Youtube e foi interrompido pelo apresentador Emílio Surita após a briga
FECHOU O TEMPO NA RADIO JP HOJE - AUGUSTO NUNES E GLENN GREENWALD PARTE PARA BRIGA AO VIVO.

Os jornalistas Augusto Nunes e Glenn Greenwald trocaram empurrões nesta quinta, 7, e o jornalista brasileiro atingiu o rosto do americano durante discussão ao vivo no programa Pânico, da Rádio Jovem Pan. O programa era exibido em vídeo no canal da emissora no Youtube e foi interrompido pelo apresentador Emílio Surita após a briga. Em nota, a rádio repudiou a atitude dizendo que a liberdade de expressão não se estende a nenhum tipo de ofensa ou agressão.


"Você é um covarde. Covarde", disse Glenn, repetidamente. "Eu te mostro quem tem coragem!", respondeu Augusto Nunes antes de agredir o jornalista. Os dois foram contidos e o americano tentou dar um soco em Augusto, mas não conseguiu. Após 12 minutos, o programa voltou a ser exibido apenas com Glenn no estúdio.


Antes da briga, o jornalista do The Intercept Brasil falava sobre um comentário que Augusto Nunes fez em setembro a respeito dos filhos de Glenn com o deputado federal David Miranda (PSOL-RJ), com quem é casado.


"O Glenn passa o dia tendo chiliques no Twitter ou trabalhando como receptador de mensagens roubadas (em referência a mensagens divulgadas pelo The Intercept Brasil envolvendo a força-tarefa da Lava Jato em Curitiba e o ex-juiz federal Sérgio Moro)", disse Nunes no programa Pingos Nos Is em setembro. "Esse David fica em Brasília lidando com rachadinhas, que essa é a suspeita. Quem é que cuida das crianças? Isso aí o juizado deveria investigar."


Ao lado de Nunes no Pânico, Glenn repudiou a declaração. "Ele disse que um juiz de menores deveria investigar nossos filhos e decidir se vamos perder nossos filhos, que eles deveriam voltar para o abrigo, acusando que estamos abandonando, negligenciando os filhos. A coisa mais nojenta que vi na minha vida".


"Essa é a prova que o Brasil criou o faroeste à brasileira", respondeu Augusto Nunes. "Ele ainda não sabe identificar ironias, um ataque bem humorado. Eu o convido a provar em que momento eu pedi que algum juizado fizesse isso. Eu disse apenas que o companheiro dele passa o tempo em Brasilia enquanto ele trabalha com material roubado. Aí se pergunta: quem cuida dos filhos? Era isso", concluiu, antes de ser chamado de covarde.


"Tem uma diferença monumental entre pessoas criticando você e falando lixo de seus filhos", disse Glenn ao voltar ao estúdio, depois da briga. O apresentador lamentou a situação e pediu desculpas ao vivo ao americano. "Eu culpo a pessoa que fez isso. Eu aceito as desculpas da Jovem Pan e vamos lá".




Reprodutor de vídeo de: YouTube (Política de Privacidade)



Assista ao comentário de Augusto Nunes sobre os filhos de Glenn e David em setembro no Pingos Nos Is:










Glenn Greenwald

?@ggreenwald







 

Fiz jornalismo em dezenas de países no mundo democrático. Um limite absoluto, até em combate político, é não usar os filhos menores como alvo. A única exceção que conheço é o movimento Bolsonoro e esse lixo do JP e @Veja: se 2 pais trabalham, o Estado deve investigar seus filhos?










Vídeo incorporado












9.116 pessoas estão falando sobre isso









 


NOTA DA RADIO JOVEM PAN.


A Jovem Pan lamenta o episódio ocorrido ao vivo no programa Pânico desta quinta-feira (7) entre os jornalistas Augusto Nunes e Glenn Greenwald.


Defensora vigilante dos princípios democráticos, do pluralismo de ideias e da liberdade de expressão, a Jovem Pan sempre abriu suas portas para convidados de diferentes campos ideológicos e com opiniões dissonantes, para que cada brasileiro forme seu juízo tendo acesso a visões variadas sobre os temas mais relevantes do momento.


Uma das principais marcas do Pânico é receber personalidades para o debate aberto e franco, bem-humorado e eventualmente ácido. Glenn Greenwald já participou da bancada em diversas outras oportunidades.


A liberdade de expressão e crítica concedida pela Jovem Pan a seus comentaristas e convidados, contudo, não se estende a nenhum tipo de ofensas e agressões. A empresa repudia com veemência esses comportamentos.


A Jovem Pan pede desculpas aos ouvintes, espectadores e convidados desta edição do Pânico, inclusive Glenn Greenwald.


Nota da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ)


O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP) e a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) lamentam e repudiam a agressão física do jornalista Augusto Nunes contra o jornalista Glenn Greenwald, ocorrida hoje, no programa Pânico, da Rádio Jovem Pan, em São Paulo.


O SJSP e a FENAJ criticam a empresa por terem convidado Greenwald a comparecer a um de seus programas sem avisá-lo antecipadamente da presença de Nunes, autor de ataques pessoais ao jornalista e à sua família, o que criou um clima de conflito prévio ao início da entrevista.


A agressão física a um convidado para uma entrevista viola todos os preceitos da conduta profissional dos jornalistas. Lembramos que os jornalistas brasileiros têm um Código de Ética, assim como existe um código de ética em nível internacional, e que seus preceitos devem ser seguidos por todos os profissionais.


O SJSP e a FENAJ se solidarizam com o jornalista Glenn Greenwald, com quem compartilhamos no último dia 9 de setembro a mesa de um importante ato, com a presença de mais de mil pessoas, na Faculdade de Direito da USP, em São Paulo, em defesa da liberdade de imprensa, do jornalismo e da democracia.


Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP)


Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ)


 


7 de novembro de 2019

FONTE: Estadão

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados