No ar
Das Antigas
domingo, 25 de julho de 2021
69 3421-5085
Brasil

19/07/2021 ás 08h31

Redação I

Ji-Paraná / RO

Escolas estão pervertendo', diz padre ao esmiuçar cartilha sobre poliamor
Padre Chrystian Shankar, de Divinópolis,declarações dividiram opiniões na internet
Escolas estão pervertendo', diz padre ao esmiuçar cartilha sobre poliamor
O padre Chrystian Shankar abordou o tema poliamor durante uma celebração transmitida na internet - (crédito: Reprodução de vídeo/YouTube)

Com o título “Mudam o nome, continua a safadeza”, viralizou nesta terça-feira (22/6) um novo vídeo do padre Chrystian Shankar de Divinópolis, Região Centro-Oeste de Minas Gerais.


Tratando como “pouca vergonha”, ele esmiuçou um material que teria sido distribuído em uma escola particular da cidade com informações sobre poliamor. Ele acusou a instituição de querer perverter crianças e adolescentes.


As imagens que circulam na internet são de um trecho da celebração transmitida um dia antes. O sacerdote disse que foi procurado por um casal após ouvir uma ligação do filho adolescente, sendo convidado pela melhor amiga para uma relação a três. Os pais pediam ajuda para lidarem com a situação.


O adolescente foi convidado pela menina após ela assistir a uma palestra na escola sobre novas modalidades de amor e família. O tema foi duramente criticado por Shankar.


“Quando eu acho que o negócio tá ruim, porque eu pensei que o ruim é o ideologia de gênero, tem coisa pior”, declarou.


Sem citar nomes, o padre atacou a psicóloga que teria ministrado a palestra. Em um momento, simulou como se estivesse cuspindo ao citá-la.


Disse que estão querendo destruir os valores e a família. “Os valores familiares somos nós, vocês educam cultura livresca. Não, eles entram neste meandros”, disse.


Afirmando que desconhecia o termo até então, o classificou como “safadeza, prostituição, promiscuidade”.


“Tem um tanto de nome, agora é o poliamor”, completou. Afirmou que querem “estragar a obra de Deus”, o que ele resumiu como “família e casamento”.


“Casal vinha de casamento, casal era um homem e uma mulher. Agora já não é mais, tem outros casais. Agora, casal não é mais dois, pode pôr mais nisso aí”, ironizou.


O sacerdote ainda acusou a escola de querer doutrinar crianças a adolescente. “Eles pegam as crianças que não têm valor ainda. Ensinado os pequenininhos que as coisas são assim, eles vão viver assim. As crianças são tábuas rasas. O plano deles é esse. Escolas de ensino fundamental e médio”, acusou, sem mencionar quem seria “eles”.


 

FONTE: https://www.correiobraziliense.com.br/

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2021 :: Todos os direitos reservados