No ar
Missa Santuário de Fátima Ji-Paraná
domingo, 19 de setembro de 2021
Política

05/08/2021 ás 15h43 - atualizada em 05/08/2021 ás 15h55

Redacao

Ji-Paraná / RO

Deputado Lazinho da Fetagro questiona retomada das aulas presenciais sem os devidos cuidados
Setor rural não deverá retomar as aulas, por falta de transporte escolar, alertou o parlamentar
Deputado Lazinho da Fetagro questiona retomada das aulas presenciais sem os devidos cuidados

O deputado estadual Lazinho da Fetagro (PT) usou a tribuna da Assembleia Legislativa, na sessão desta terça-feira (03), para apontar alguns questionamentos acerca da retomada das aulas presenciais na rede estadual de ensino, programada para o próximo dia 09.


"Faço alguns questionamentos sobre a retomada das aulas no próximo dia 09. Fui informado que o meio rural, não tem como iniciar, pois não tem transporte escolar. Temos o desafio do professor acumular aula presencial, aula remota e aulas impressas. Não temos 40% de nossa população vacinada, isso precisa ser observado. A Seduc vai definir o percentual de alunos por salas, mas como será esse controle?", indagou.


Lazinho também argumentou que "o Estado não pode mandar um documento para as famílias, para se eximir do eventual risco de contaminação dos alunos que voltarem às aulas presenciais. Temos que começar, mas antes é preciso resolver os problemas pendentes, definir uma padronização de como retomar as aulas. Somos um país democrático e acho normal que haja opiniões a favor e contrárias à retomada das aulas presenciais, mas o debate deve levar em conta os riscos e a saúde de servidores, dos alunos e de suas famílias".


Agricultura


Lazinho lembrou que "nos últimos dias 24 e 25, foram os dias Nacional e Internacional da Agricultura Familiar, respectivamente. A agricultura familiar representa 70% dos empregos do campo, 77% dos alimentos que vão à mesa dos brasileiros é produzido pela agricultura familiar, mais de 70% das propriedades rurais são da agricultura familiar e em Rondônia esse número é de aproximadamente 89%".


Em razão dessa importância, o deputado ressaltou que "é preciso que o poder público em Rondônia trate esse setor com respeito, com a devida atenção e com uma responsabilidade muito maior. Esse é o setor principal de prioridade do nosso mandato. Mas, registro que, do orçamento da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), de R$ 4 milhões, R$ 3 milhões seriam gastos na realização da Rondônia Rural Show, caso a pandemia não a tivesse cancelado. Ou seja, não se fortalece a agricultura familiar sem investimentos".


Legistas


O parlamentar alertou para a necessidade de aumento do número de médicos legistas para atender à região de Jaru, formada por 14 municípios e cerca de 200 mil pessoas.


"É uma dificuldade muito grande, quando falece alguém e precisa de um médico legista. Se morrer uma pessoa numa localidade distante há 100 quilômetros de Machadinho do Oeste, vai esperar um médico legista se deslocar de Ariquemes para poder fazer o atestado de óbito. É preocupante e precisa ser revista essa questão, por parte do Governo.


Por fim, ele registrou o seu retorno às sessões no plenário. "Agradeço a Deus a todos os funcionários desta Casa e do nosso gabinete, pelo período em que estive ausente, participando das atividades parlamentares de forma remota, em razão da pandemia. Já fui imunizado com as duas doses e por isso estou aqui de volta ao plenário".

FONTE: Eranildo Costa Luna-ALE/RO

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2021 :: Todos os direitos reservados