No ar
Cristalina Fernandes
Sexta, 01 de julho de 2022
Saúde

28/04/2022 ás 09h36

Redação I

Ji-Paraná / RO

Ministro chama população para vacina contra a gripe e o sarampo
No Brasil, os postos de saúde estão abertos para vacinar os idosos acima de 60 anos e trabalhadores de saúde
Ministro chama população para vacina contra a gripe e o sarampo

 



Precisamos combater essas doenças. Foi com essas palavras que o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, reforçou a importância de participar da Campanha de Vacinação contra a Gripe e o Sarampo que, neste ano, acontece em duas etapas. Cerca de 50 mil postos espalhados pelo Brasil vão receber até o dia 3 de junho o público de 14 grupos prioritários. Até o dia 30 de abril, dia D da mobilização nacional, idosos acima de 60 anos e trabalhadores de saúde são o alvo da primeira etapa da ação.

“É muito importante que todos os brasileiros que fazem parte dos grupos prioritários procurem um posto de vacinação. Ano passado, tivemos um surto em várias regiões do País por conta da cepa H3N2. A vacina deste ano já protege contra essa e as cepas passadas. Precisamos combater essas doenças. A vacinação vai impedir a proliferação dos vírus e evitar que tenhamos maior pressão sobre o sistema de saúde”, disse o ministro Marcelo Queiroga.

A primeira etapa iniciou dia 4 de abril e vai até 30 de abril. Em seguida, o Ministério da Saúde dá início à segunda etapa, que irá até dia 3 de junho. Vale destacar que nesse primeiro momento da campanha, os trabalhadores de saúde devem receber uma dose da vacina contra a Influenza e também atualizar a caderneta de vacinação, caso não tenham tomado o imunizante contra o Sarampo.

SEGUNDA ETAPA - Já na segunda etapa, serão atendidas as crianças com idade entre 6 meses e menores de 5 anos de idade e os públicos de mais de 14 grupos prioritários. Além do público infantil, gestantes e puérperas, povos indígenas, professores da rede ensino pública e privada, pessoas com comorbidades e outros públicos também devem se vacinar.

O objetivo da campanha é prevenir o surgimento de complicações decorrentes das doenças, para evitar novos óbitos e possível pressão sobre o sistema de saúde. Ao todo, o Governo Federal enviou mais de 80 milhões de doses do imunizante da gripe aos estados e ao Distrito Federal para que a vacinação aconteça. Com informações da Assessoria.

FONTE: : Assessoria

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2022 :: Todos os direitos reservados