No ar
Eu Você e a Jovem Guarda
Quinta, 06 de outubro de 2022
Saúde

23/07/2022 ás 09h19

Redação I

Ji-Paraná / RO

Saúde vai incorporar remédio para tratar a osteoporose
O Ministério da Saúde também vai oferecer o ácido zoledrônico; portaria foi publicado ontem no DOU
Saúde vai incorporar remédio para tratar a osteoporose
Assessoria/Divulgação

O Ministério da Saúde (MS) decidiu incorporar na lista de medicamentos oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) o ácido zoledrônico.

O medicamento é usado para o tratamento de pacientes com osteoporose que apresentam intolerância ou dificuldades de deglutição dos bisfosfonatos orais. A portaria foi publicada ontem (21), no Diário Oficial da União (DOU).

A incorporação do medicamento atende a uma recomendação da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias (Conitec) do MS. Segundo a portaria, o medicamento deverá ser oferecido à população no SUS no prazo máximo de 180 dias.

A osteoporose atinge o metabolismo dos ossos, diminuindo a massa óssea e comprometendo a estrutura dos tecidos responsáveis pela formação dos ossos. A doença é a principal causa de fratura em pessoas acima de 50 anos.

O Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT) do MS já disponibiliza no âmbito do SUS o uso de Vitamina D e Cálcio, raloxifeno, estrógenos conjugados, calcitonina (spray nasal) e os bisfosfonatos orais (alendronato e risedronato) para o tratamento de pacientes com osteoporose.

De acordo com a Conitec, a incorporação do ácido zoledrônico se deve, entre outras razões, a sua alta capacidade de se ligar ao osso mineralizado.

Ao ser administrado, o medicamento age rapidamente no osso, inibindo o desequilíbrio entre a reabsorção de cálcio e a remodelação óssea.

A osteoporose é causada principalmente pela redução nos níveis do hormônio estrogênio, que faz com que o depósito de minerais e cálcio nos ossos não aconteça mais com tanta efetividade, resultando no enfraquecimento dos ossos.

Alguns sinais da doença podem ser dor crônica, estatura que diminui, perda de qualidade de vida e ossos ou membros que ficam deformados, se tornando mais tortos.

O diagnóstico é feito por meio de exames como a densitometria óssea.


 

FONTE: Agência Brasil

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2022 :: Todos os direitos reservados