No ar
Segunda, 28 de novembro de 2022
Internacional

17/08/2022 ás 17h04

Redacao

Ji-Paraná / RO

MUNDO - China vai enviar tropas para exercícios militares na Rússia
Ministério da Defesa chinês afirma que manobras não estão ligadas "à atual situação internacional e regional". Belarus e Índia também participarão dos exercícios, entre outros países.
MUNDO - China vai enviar tropas para exercícios militares na Rússia

O Ministério da Defesa chinês anunciou nesta quarta-feira (17/08) que vai enviar tropas para a Rússia para participar de exercícios militares conjuntos com outros países, incluindo Índia e Belarus. As manobras estão marcadas para começar no fim de agosto.


Segundo o ministério, a participação da China nos exercícios conjuntos "não tem relação com a atual situação internacional e regional".


Em comunicado, a pasta informou que os exercícios visam aprofundar a "cooperação pragmática" entre os países, melhorar o nível de "colaboração estratégica" entre os participantes e fortalecer a capacidade de resposta a várias ameaças à segurança.


Mesmo enquanto trava uma guerra custosa contra a Ucrânia, a Rússia realizará as manobras, designadas "Vostok 2022" (Leste 2022), entre 30 de agosto e 5 de setembro. Seus últimos exercícios desse tipo ocorreram em 2018, quando a China participou pela primeira vez.


Além de China, Índia e Belarus, também participarão o Tajiquistão e a Mongólia, entre outros países. Os exercícios serão realizados em 13 locais na Rússia.


Manobras em Taiwan


O anúncio da China ocorre dias após o Exército chinês realizar novas manobras militares em torno de Taiwan. Os exercícios se intensificaram após a visita à ilha da presidente da Câmara dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, vista pela China como uma afronta.


O regime de Pequim considera a ilha como território chinês e criticou a visita de Pelosi – assim como qualquer atitude que possa sugerir que Taiwan é um país independente.


Embora os EUA não mantenham relações diplomáticas formais com Taiwan, Washington é o mais importante apoio político e militar de Taipei.

FONTE: Reuters

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2022 :: Todos os direitos reservados