No ar
Palavras de Vida
Terça, 29 de novembro de 2022
Geral

06/11/2022 ás 20h17

Redação I

Ji-Paraná / RO

Marcos Rocha pede desobstrução de rodovias
O governador de Rondônia afirmou em que alguns municípios já está havendo desabastecimento de produtos
Marcos Rocha pede desobstrução de rodovias
Assessoria/Divulgação

O governador reeleito de Rondônia, Marcos Rocha, (União Brasil), divulgando comunicado em que reforça a solicitação oficial do presidente da República, Jair Bolsonaro, (PL), para que sejam desfeitos os bloqueios ilegais nas rodovias brasileiras.

De acordo com Marcos Rocha, a obstrução das estradas federais e estaduais estão causando desabastecimento em alguns locais. Ele afirmou que até mesmo alimentos já estariam apodrecendo por conta do atravancamento do tráfego. Os bloqueios tiveram início, na segunda-feira (31), após a divulgação do resultado do segundo turno da eleição para presidente.

O governador rondoniense reiterou que as manifestações pacíficas são bem-vindas desde que não atrapalhem a vida de terceiros. Na quarta-feira (2), o presidente Jair Bolsonaro publicou vídeo pedindo que os apoiadores desbloqueiam as rodovias nos estados.

“Quero fazer um apelo a você: desobstrua as rodovias. Isso daí não faz parte, no meu entender, dessas manifestações legítimas. Não vamos perder, nós aqui essa nossa legitimidade”, declarou Bolsonaro em vídeo publicado em seus perfis nas redes sociais.

“O fechamento de rodovias pelo Brasil prejudica o direito e ir das pessoas. Está lá na nossa Constituição e nós sempre tivemos dentro dessas quatro linhas, tem que respeitar o direito de outras pessoas que estão se movimentando, além do prejuízo a nossa economia”, acrescentou.

“Existem alguns locais [municípios] que já estão sofrendo desabastecimento. Alguns caminhões parados também estão apodrecendo produtos que iriam para os mercados”, destacou o governador na passagem mais significativa do discurso.

Há decisão judicial no sentido de decretar o emperramento do trânsito nas rodovias como ilegal/inconstitucional.

E a multa para quem for flagrado participando de atos ilícitos é de R$ 10 mil/dia por pessoa; R$ 100 mil a cada 24 horas por empresa. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) anunciou na quinta-feira (3) o uso da força alegando que o diálogo não tem surtido efeito.


 

FONTE: Rondôniadinâmica

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2022 :: Todos os direitos reservados