No ar
Palavras de Vida
Terça, 29 de novembro de 2022
Geral

10/11/2022 ás 11h21 - atualizada em 10/11/2022 ás 11h24

Redacao

Ji-Paraná / RO

Terceiro dia de Colóquio de Comunicação e Cultura discutirá acesso, produção e representação no jornalismo
Evento reunirá diversos profissionais da área de comunicação do Brasil
Terceiro dia de Colóquio de Comunicação e Cultura discutirá acesso, produção e representação no jornalismo

O CANOAR - Colóquio de Comunicação e Cultura na Amazônia Rondoniense será presencial, de 14 a 19 de novembro, na Escola do Legislativo, em Porto Velho. Organizado pelo curso de Jornalismo da Universidade Federal de Rondônia (UNIR), o evento conta com uma vasta programação durante seis dias de duração.


O terceiro dia do evento, que acontecerá na próxima quarta-feira (16), contará com feiras culturais e gastronômicas, e terá a presença, das 19h às 22h, da professora da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e jornalista do The Intercept, Fabiana Moraes; do jornalista do Portal UOL, Caê Vasconcelos; e da presidente da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), Samira de Castro. Os profissionais vão discutir o tema “Jornalismo e desigualdade: acesso, produção e representação”. A mesa redonda será mediada pelo professor doutor Samilo Takara, docente do Departamento Acadêmico de Comunicação (DACOM) da UNIR.


Os convidados da mesa têm perfis que trazem a diversidade de raça, gênero e classe. A pernambucana Fabiana Moraes tem extensa publicação sobre o jornalismo de subjetividade, em que o histórico de vida do sujeito influencia no texto jornalístico. Em artigo publicado em 2019 pela revista Extrapensa, Fabiana defende que o jornalismo de subjetividade “subverte critérios da noticiabilidade, amplia espaço para novas (ou sufocadas) representações e que pode se assumir ativista sem que haja uma recusa da apuração profunda e da checagem de dados”.


A cearense Samira de Castro é a atual presidente da principal entidade dos jornalistas do Brasil, a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ). Samira tem atuação sindical desde 2010 e foi eleita presidente da FENAJ em julho deste ano, apresentando como principal bandeira o objetivo de combater a violência que afeta os jornalistas e ameaça a liberdade de imprensa.


O paulista Caê Vasconcelos é um jornalista trans, que publicou recentemente o livro “Transresistência: pessoas trans no mercado de trabalho”. O jornalista decidiu se especializar em narrativas da questão LGBTQIA+, por entender que as histórias desse público não eram contadas. Com isso, Caê tem trilhado uma carreira de conquistas em vários espaços jornalísticos, com destaque para uma passagem como editor do canal esportivo ESPN Brasil, contrapondo assim a perspectiva LGBTfóbica que demarca os espaços esportivos.


As inscrições seguem abertas e podem ser realizadas gratuitamente por estudantes de comunicação, profissionais da área e público em geral, e podem ser feitas até o dia 14 de novembro pelo site www.canoar.unir.br.


A programação completa inclui mesas de debates com convidados regionais e nacionais, além de atividades culturais, com expositores e apresentações artísticas. Haverá, ainda, a votação e a premiação do concurso que vai escolher a logomarca do curso de Jornalismo da UNIR, que completa 20 anos no Estado. No último dia do evento, haverá uma série de minicursos voltados para os estudantes.


 


Conheça os convidados do terceiro dia do CANOAR


Fabiana Moraes é escritora, jornalista e professora, e atua como colunista do The Intercept Brasil. Doutora em sociologia, foi premiada três vezes no Prêmio Esso de Jornalismo. Como repórter, ganhou também o Prêmio Petrobras de Jornalismo, o Prêmio Embratel e os prêmios Cristina Tavares e Comissão Europeia de Turismo. Por três vezes Fabiana foi, como escritora, finalista do Prêmio Jabuti.


Caê Vasconcelos é jornalista desde 2017, formado pela FIAM-FAAM. Foi repórter da Ponte Jornalismo, da Agência Mural de Jornalismo das Periferias e editor na ESPN Brasil. Publicou um livro-reportagem "Transresistência: Pessoas trans no mercado de trabalho", pela Dita Livros. Em 2022, passou a compor o núcleo de Notícias do UOL. Caê foi o primeiro jornalista trans da bancada de entrevistadores do Roda Viva e o primeiro jornalista trans a fazer parte da ESPN Brasil.


Samira de Castro é graduada em Jornalismo pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e especialista em Gestão da Comunicação nas Organizações, pelo Cetrede/UFC. Samira é redatora da Editoria de Reportagem do jornal Diário do Nordeste. É repórter freelancer das revistas Nordeste VinteUm e EcoBrasil, e também atua como assessora de imprensa freelancer.


 


Apoiadores do CANOAR


O CANOAR conta com parceiros importantes para a sua realização: Santo Antônio Energia, Escola da Magistratura do Estado de Rondônia - Emeron, Escola do Legislativo de Rondônia, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas - SEBRAE, Federação do Comércio do Estado de Rondônia – Fecomércio-RO, Rondônia ao Vivo, Rede Evolução, Águas Kaiary, Cacau Show, Barracão do Jair, Churrascaria Paraná, Associação dos Docentes  da UNIR – ADUNIR, Núcleo de Ciências Sociais Aplicadas da UNIR - NUCSA.


 


Para saber mais, acompanhe o CANOAR no Instagram: @canoar.unir


 


Serviço – 1º Colóquio de Comunicação e Cultura na Amazônia Rondoniense (CANOAR)


Quando: 14 a 19 de novembro


Local: Escola do Legislativo, Rua Major Amarante, nº 390, Porto Velho/RO


Inscrições: gratuitas pelo site www.canoar.unir.br


Público-alvo: jornalistas, publicitários, estudantes de Jornalismo/Publicidade e Propaganda, professores e público em geral


 


O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2022 :: Todos os direitos reservados