No ar
Segunda, 28 de novembro de 2022
Internacional

18/11/2022 ás 09h29

Redação I

Ji-Paraná / RO

Rondônia apresenta projeto na 27ª Conferência do Clima
Técnicos rondonienses debateram os resultados das ações de restauração de florestas na Amazônia
Rondônia apresenta projeto na 27ª Conferência do Clima
Assessoria/Divulgação

Com o intuito de promover o uso sustentável de paisagens, o governo de Rondônia, por meio da Secretaria Estadual do Desenvolvimento Ambiental (Sedam) participou da discussão sobre a preservação e melhorias das condições de desenvolvimento socioambiental durante a 27ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, a COP-27, que está sendo realizado em Sharm el-Sheikh, Egito.

O evento aconteceu, na quarta-feira (16), por meio do painel “Restauração em escala de paisagens na Amazônia: fortalecer a cadeia produtiva e garantir benefícios para as pessoas e para a floresta” e buscou debater os resultados e desafios das ações de restauração florestal, desenvolvidas em âmbito do projeto. O painel foi transmitido às 13h (horário local do Egito), ao vivo pelo canal do Consórcio Amazônia Legal, no YouTube.

Financiado pelo Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF), com a parceria do Banco Mundial (BSDN), projeto Paisagens Sustentáveis da Amazônia Amazon Sustainable Landscapes (ASL) que busca promover a interação entre Brasil, Peru e Colômbia; no desenvolvimento de políticas direcionadas à proteção da biodiversidade e mudança do clima.

Em Rondônia, o projeto é coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente, por intermédio da Sedam, que juntamente à Coordenação de Unidade de Conservação (CUC), e Regularização Ambiental Rural (Conrar). Ele desenvolve os planos e ações voltados à proteção e recuperação da vegetação nativa.

O projeto propõe a restauração das paisagens florestais para atender as metas de descarbonização (NDC), promovendo a gestão integrada de paisagens por meio da conservação, uso sustentável e recuperação dos ecossistemas. As ações da Sedam coligam as metas de regularização ambiental rural das propriedades em, ao menos, 14 municípios. Parte dessas propriedades estão no entorno de unidades de conservação, onde sua regularização resultará na recomposição de zonas de amortecimento.


 

FONTE: Sebom

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2022 :: Todos os direitos reservados