Está no ar...
PAGONEJO
PAGONEJO
Com Dani Alexandre
De 14h25 às 16h00
A seguir...
TERÇO DAS SANTAS CHAGAS
TERÇO DAS SANTAS CHAGAS
Com Reginaldo Manzotti
De 16h01 às 16h30
E depois tem...
A VOZ DO ADORADOR
A VOZ DO ADORADOR
Com Laise santos
De 16h35 às 19h15

CLIPE > SAÚDE

Postada em 11/09/2017 ás 15h46 - atualizada em 11/09/2017 ás 15h46
Vacina contra caxumba disponível nas unidades de saúde de Ji-Paraná
A caxumba é uma doença contagiosa que pode ser transmitida pelo ar e saliva
Vacina contra caxumba disponível nas unidades de saúde de Ji-Paraná

A partir de um ano de idade, todas as pessoas devem tomar uma vacina chamada tríplice viral, que protege contra três tipos de doenças: caxumba, sarampo e rubéola. A dose faz parte de um calendário estabelecido pelo Programa Nacional de Imunizações e está disponível em todas as unidades básicas de saúde (UBS) da Secretaria Municipal de Saúde de Ji-Paraná (Semusa). A dose é gratuita.



 



Segundo dados do Ministério da Saúde, aproximadamente 85% das pessoas que não estão vacinadas contra a caxumba, por exemplo, podem contrair a doença. Em Ji-Paraná as equipes de vigilância epidemiológica da Semusa, registraram um número preocupante de pessoas infectadas por caxumba. De acordo com a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde, Emanoela Maria Rodrigues de Sousa, só este ano já foram registrados 64 casos.



 



“A maior parte são de pessoas jovens e adultas. O número preocupa, pois é uma doença de prevenção vacinal. As pessoas poderiam estar imunizadas e não precisariam passar por esta situação. O correto é que os adultos procurem a vacinação da tríplice viral”, informou a diretora.



 



Doença perigosa - A caxumba é uma doença contagiosa que pode ser transmitida pelo ar e saliva. Os sintomas são febre, dor ao engolir a saliva e inchaço das glândulas salivares, na região da garganta. A pessoa que perceber um desses sintomas deve procurar o médico imediatamente.



 



“Caso a doença não seja bem curada, pode distribuir-se pelo corpo, ocorrendo a inflamação dos testículos, ovários, glândulas mamárias e órgãos do sistema nervoso. São complicações raras, mas que podem acontecer com qualquer pessoa que tenha contraído a doença. Então, o melhor é prevenir procurando a vacinação em uma das salas de vacinas das unidades básicas de saúde de Ji-Paraná”, enfatizou Emanoela.


PUBLICADO POR: Ailton Santos (Ji-Paraná - RO)

COMENTÁRIOS

VEJA TAMBÉM

Patrocinadores

Programação   •    Locutores   •    Notícias   •    Mural de recados   •    Agenda de shows   •    Clipes   •    Contato

© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados