No ar
Sertão Caboclo
Terça, 23 de julho de 2019
69 9374-9560
Brasil

08/07/2019 ás 15h07

Redacao

Ji-Paraná / RO

Ator de Malhação diz ter sofrido racismo na portaria da TV Globo
Em uma série de tuítes, João Pedro que é gay e vive um personagem homossexual na novela teen de Emanuel Jacobina, classificou o constrangimento que passou como um ato de racismo.
Ator de Malhação diz ter sofrido racismo na portaria da TV Globo

O ator João Pedro Oliveira, o Serginho da série “Malhação: Toda Forma de Amar”, usou suas redes sociais na noite da última sexta-feira, 5, para desabafar sobre uma situação de racismo que teria sofrido na portaria da TV Globo.


Em uma série de tuítes, João Pedro que é gay e vive um personagem homossexual na novela teen de Emanuel Jacobina, classificou o constrangimento que passou como um ato de racismo.


“Ontem no trabalho eu gravei no estúdio (geralmente eu gravo na cidade cenográfica), e eu simplesmente fui parado quando fui de fato entrar para gravar no estúdio. ‘Você trabalha aqui? Preciso da tua identificação’. Depois de falar a minha matrícula, o nome e o número de telefone, o cara perguntou minha função. Quando eu disse ator, ele disse ‘ah, ator não precisa se identificar, desculpa’ “, escreveu o jovem no Twitter.



“Se atores quando vão entrar no estúdio não precisam se identificar como ele deduziu que eu não era um ator? É, vocês sabem bem como… E antes que venham falar de roupa e etc, eu estava caracterizado do personagem!”, continuou.



“E digo a vocês, é bacana estar nesse projeto, nessa emissora, fazendo tudo o que tenho feito. Mas de fato, eles não estão preparados pra ter pessoas como nós, negros, ocupando esses espaços nesse cargo. É triste, causa revolta mas seguimos, né?”, lamentou o ator.



“Eu poderia engolir mais esse sapo, como eu engulo todos os dias, com diversos casos desses aí. Mas as pessoas criam uma ideia de que, se você é ator e trampa na Rede Globo, sua vida é foda (e pra alguns pode até ser). Mas, quando você é preto e ocupa esse espaço, o jogo não é o mesmo”, finalizou, antes de deletar seu perfil da rede social.



RACISMO


Racismo é crime previsto pela Lei 7.716/89 e deve sempre ser denunciado. A denúncia pode ser feita por e-mail (ouvidoria@seppir.gov.br), disque 100 ou 156 (segunda a sexta-feira, das 7h às 19h. Nos sábados, domingos e feriados, das 8h às 18h).

FONTE: Catraca Livre

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Famosidade

Famosidade

Blog/coluna Tudo sobre o mundo dos famosos em um só lugar!
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados